AGENDE SUA CONSULTA PARTICULAR / REEMBOLSO

ITAIM BIBI >>

Rua Joaquim Floriano 466 Cj. 603

Itaim Bibi - São Paulo - SP

11 3074-2150

PERDIZES >>

Rua Ministro Godói, 478 Cj. 33

Perdizes - São Paulo - SP

11 3865-0312

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone LinkedIn

Operamos nos melhores hospitais de São Paulo: Albert Einstein, Sírio Libanês, Santa Joana, Pro Matre, Santa Maria, Samaritano, Nove de Julho e Oswaldo Cruz

Auxiliamos e acompanhamos o processo de solicitação de reembolso junto aos convênios

FALE CONOSCO

Por Consutti para Dr. Rodrigo Fernandes - CRM 130.684

Excelência exige sensibilidade

Especialista no Tratamento da

Adenomiose

O que é Adenomiose?

Adenomiose é uma doença "prima" da endometriose que causa tanto dano ou mais.

Adenomiose é a presença de células semelhantes a do endométrio (células da menstruação) que se fixam entre as fibras musculares da parede do útero. Elas são responsáveis e podem estar relacionadas a inúmeros problemas:


• dor ao menstruar
• irregularidade menstrual
• alterações da contração uterina
• infertilidade

O diagnóstico é difícil e um exame de imagem negativo não pode excluir por completo a presença dela. O tratamento é desafiador e depende muito dos objetivos de cada mulher.

Quais são os sintomas de Adenomiose?

Os sintomas são muitas vezes difíceis de explicar pois a sensação varia de paciente para paciente. Dor pode ser um sintoma também muito vago mas existem alguns aspectos que são importantes para o médico fechar diagnóstico.


O sintoma mais clássico da Adenomiose chama-se DISMENORRÉIA ou dor ao menstruar e tem algumas características:


• dor ao menstruar
• dor cíclica (vem de tempos em tempos)
• pode confundir-se com cólica intestinal algumas vezes
• localizada na parte baixa da pelve
• pode irradiar para a coluna lombar
• costuma apresentar melhora com anti-inflamatórios e antiespasmódicos
• associação com alterações do fluxo menstrual

Dois aspectos importantes:
• ter dismenorréia não significa que existe Adenomiose (pode ser sintoma de endometriose)
• não ter dismenorréia também não significa que não há Adenomiose

Lembrem-se de todos estes aspectos quando forem conversar com um especialista para que ele tenha mais informações para fechar o diagnóstico.

 

Como é feito o tratamento?

O tratamento clínico com medicamentos pode ajudar a controlar os sintomas e aliviando a dor e o sangramento. Em último caso, na falha do tratamento clínico e tratamentos cirúrgicos conservadores, a remoção do útero (histerectomia) pode ser considerada.

Exames de imagem para Adenomiose

Um dos exames de eleição para Adenomiose é a ressonância nuclear magnética ou RNM.


O exame de pelve costuma ser suficiente para diagnosticar Adenomiose mas como ela tem grande associação com endometriose também solicitamos RNM de abdome. Também pelo mesmo motivo utilizamos preparo intestinal e gel vaginal. Gel via retal e contraste podem ser utilizados mas não são obrigatórios.


A duração do exame pode variar mas gira em torno de 1h. É importante que a paciente fique estável e imóvel pois qualquer movimentação pode criar artefatos. Estes artefatos podem enganar o radiologista na hora de elaborar o laudo.


O exame realizado por um profissional experiente e bons equipamentos mostra melhor a Adenomiose e também focos de endometriose o que ajuda o cirurgião no diagnóstico. 

Excelência exige sensibilidade

A Adenomiose pode causar uma grande dor física nas mulheres, nada comparável à cólica menstrual “normal” e afeta significativamente sua qualidade de vida. Muitas vezes as mulheres que sofrem de Endometriose são incompreendidas e não tem apoio das pessoas de seu convívio. Elas sofrem, choram e lutam em silêncio. E se sentem tristes, sozinhas e sem esperança. É preciso buscar o tratamento médico adequado, com um profissional experiente que lhes dê atenção adequada! 

A escolha do melhor tratamento para Adenomiose deve ser individualizada. Buscamos primeiro compreender as ansiedades e expectativas da mulher, esclarecendo a as vantagens e desvantagens de cada tratamento com bases científicas e ajudando na tomada de decisão, levando em consideração os sintomas e a quantidade de focos de Adenomiose.